Cultura africana inspira série de cadeiras Iorubá, de Zanini de Zanine

Tempo de leitura: 2 minutos

Quatro cadeiras-escultura, inspiradas na cultura africana, compõem a exposição Iorubá, de Zanini de Zanine, que será inaugurada nessa sexta, 29 de julho, na Gozto, galeria de design fundada por Sergio Zobaran no Rio de Janeiro no final do ano passado.

Xangô

Se já temos, no Brasil, muitas influências do continente africano – da música à comida, passando pelo vocabulário e pela indumentária, só pra citar alguns –, Zanini tem um motivo extra. Seu pai, o arquiteto e designer autodidata José Zanine Caldas (1919-2001), era fascinado pela arte popular africana e chegou a visitar países como Nigéria, Gana, Senegal, Togo e Benim.

Togo

As peças criadas para a mostra são todas esculpidas a partir de um bloco de madeira maciça (angelim-pedra, no caso da Togo e da Xangô, itaúba, no da Oxóssi, e tatajuba, no da Benim). Vale ressaltar que essas madeiras foram extraídas de forma sustentável pela Coomflona — Cooperativa Mista da Flona Tapajós, em Santarém (PA). A cooperativa é gerida e operada pelos moradores locais e a extração de madeira é feita seguindo regras de proteção estabelecidas e fiscalizadas pelo Ibama.

É interessante como as quatro cadeiras mostram linhas étnicas ao mesmo tempo em que é visível a presença do traço característico de Zanini. 

Oxóssi
Benim

A mostra ficará em cartaz de 29 de julho a 28 de Agosto de 2022 – é preciso agendar as visitas previamente pelo WhatsApp (11) 98547-0320. A Gozto fica no Largo do Boticário, n.1, no bairro do Cosme Velho, Rio de Janeiro.

(Fotos: divulgação) 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.