Irmãos Campana lançam bolsas feitas de madeira, bambu e tecido de abacaxi

Fernando e Humberto Campana possuem uma longa relação com o universo da moda. Os irmãos já criaram acessórios para diferentes marcas, em nichos variados: de Melissa a H.Stern, de Vibram a Lacoste. Agora é a vez de o Estudio Campana lançar uma coleção-cápsula de bolsas em parceria com a marca ítalo-brasileira NC.

Note que a relação dos Campana é com o universo da moda, e não com a moda em si. Os acessórios criados pela dupla são pura expressão de design, não estando sujeitos à efemeridade das tendências de moda. Uma postura perfeitamente alinhada com a da NC, que declara, no catálogo da coleção: “Nos propomos a fazer acessórios que tenham personalidade. São objetos únicos criados por designers internacionais conhecidos também por sua capacidade de valorizar o trabalho artesanal: uma tradição de experiência e conhecimento que constitui um precioso patrimônio a ser preservado e respeitado.”

As bolsas Raízes e Wanda incorporam técnicas e materiais artesanais italianos e surgem após mais de dois anos de pesquisa de materiais e desenvolvimento de protótipos. “Este projeto segue a filosofia do Estudio Campana, pois resgata nobres técnicas tradicionais de artesanato e experimentação de materiais”, afirma Humberto Campana.

Vale lembrar que o uso nada convencional da matéria é uma característica recorrente no trabalho dos irmãos desde o início de sua carreira – no caso das bolsas, isso se reflete na aplicação de bambu ou madeira pau-marfim (no modelo Wanda) e de um tecido de lã (no modelo Raízes).

Na bolsa Wanda (acima), o couro também pode ser substituído pelo Piñatex, uma espécie de couro ecológico feito à base de fibras de folhas de abacaxi. Já o modelo Raízes (abaixo), por sua vez, combina o couro ao Panno Casentino, um tradicional tecido de lã produzido na região da Toscana, na Itália, conhecido por seu acabamento de textura irregular e alta resistência ao desgaste e às intempéries. As formas recortadas do couro que se sobrepõe ao Panno Casentino fazem alusão aos sentimentos que ligam o Brasil a suas raízes africanas, explicam os designers.

Totalmente feitas à mão, as peças contam com a expertise de Giuliano Girali, um artesão de Parma que passou por grandes marcas de estilistas italianos e franceses, e agora é o responsável pela produção da coleção Campana.

Fotos: Fernando Laszlo e Marcos Vilas Boas / divulgação
Direção de arte: Daniel Kini

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.