Pedras d’Água: aos 78 anos, artista argentina encanta com primeira exposição de cerâmica

Tempo de leitura: 3 minutos

Na semana passada estive em Tiradentes para visitar a Semana Criativa e fiquei encantada com uma instalação que vi na loja Marcas Mineiras (que, por si só, já é um lugar imperdível).

Já de volta a São Paulo, fui descobrindo aos poucos os responsáveis por aquela beleza e as histórias por detrás. A começar pela autora das “pedras” de cerâmica, a argentina Graciela Vismara, que aos 78 anos estreia lindamente nesta arte.

Depois, o arquiteto e cenógrafo Alexandre Rousset, que assina o design da instalação — sensível e elegante como tudo o que ele faz.  As “pedras” de Graciela repousam em um leito de areia e, sobre elas, flutua um “rio” de seda, em curvas que marcam o seu fluxo.

Rousset ainda escreveu um texto belíssimo sobre a exposição — que reproduzo abaixo na íntegra, com sua autorização — poesia pura. 

“É no caminho da água que o seixo do rio se forma. 
É a correnteza persistente que rola o cascalho rio abaixo e ‘faz nascer’ a configuração lisa e ovalada da pedra do rio. 
Inspirada pelo que chama de uma ‘forma perfeita, inteira em si mesma’, Graciela Vismara se lança no exercício de fazer nascer, ela própria, suas pedras d’água. 
Numa ponta: o barro; na outra: o calor do forno. Entre eles: o gesto, a persistência na modelagem; o desafio de entregar a estas pedras uma escala gigante a despeito da fragilidade do material que as constitui; as experiências com o peso e com o ‘corpo interno’ destas formas ora maciças ora ocas; os exercícios com as infinitas possibilidades de tons que a argila oferece; as tentativas de conferir a cada pedra sua textura própria, suas manchas, seu lodo, seu limo… 
Assim como os seixos nunca estão prontos ao longo do rio que não pára, Graciela recolhe, em meio ao seu processo experimental, uma pequena e significativa coleção de pedras, atendendo a um convite da loja ‘Marcas Mineiras’ que as apresenta em uma exposição dentro da programação da Semana Criativa de Tiradentes.”

Me fala se não é mesmo pra se encantar? 

(Fotos: Cacá Bratke / divulgação)

2 comentários em “Pedras d’Água: aos 78 anos, artista argentina encanta com primeira exposição de cerâmica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.