Uma imagem para a sexta… (#22)

Me dá até uma alegria olhar para as esculturas de papel criadas pelo inglês Richard Sweeney… A partir de poucos recursos materiais (papel recortado e cola), ele é capaz de criar formas orgânicas complexas, desde plissados cheios de movimento como o da foto acima até flores inacreditáveis  (que ele chama…

Uma imagem para a sexta… (#20)

Demais essa performance comandada pelo coreógrafo Willi Dorner no domingo passado em N. York. Os performers ocupavam o espaço urbano criando “esculturas móveis” e transformando a maneira como as pessoas vêem o mobiliário urbano e outros elementos que os rodeiam na cidade (e que quase sempre passam desapercebidos). A figura…

Não-lugar com personalidade

Ao lado dos shopping centers e supermercados, os aeroportos estão entre os mais conhecidos exemplos de não-lugares. Ocupados por pessoas sempre em trânsito, estes “espaços de ninguém” se caracterizam, dentre outros fatores, pela falta de identidade, como aponta Marc Augé em seu conhecido livro Não-Lugares. No caso dos aeroportos, especificamente,…

Uma imagem para a sexta… (#9)

Pop na medida certa (na minha opinião, obviamente), o retrato espatulado feito pela artista francesa Françoise Nielly me chamou atenção pelos contrastes que encerra: um rosto doce desenhado a partir de traços duros, a expressão que guarda uma certa melancolia, mas é retratada com cores alegres e vibrantes. O resultado…

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.