Natureza Transitória: Heloisa Galvão e uma reflexão poética sobre a porcelana

“Mais importante do que o fim é o meio. Eu acho que a construção é a parte mais rica, porque é quando a matéria pode vir a ser qualquer coisa. Ela tem uma indeterminação, que é uma coisa muito cheia de potência.” A fala é da designer e ceramista Heloisa Galvão e o tema em questão é a porcelana, matéria-prima que ela utiliza em suas criações. Tivemos essa conversa há alguns meses, durante os preparativos para o DW! 2019, do qual fui uma das curadoras.

Para o festival, Heloisa criou, na Aesop da Vila Madalena, uma instalação pra lá de poética: Natureza Transitória ressaltava a força, a potência e a beleza da porcelana em diferentes momentos. “São vários estágios de um mesmo elemento durante o processo criativo: ele é líquido, depois é sólido, mas ainda é muito delicado, depois tem a história da pintura, que entra num outro jeito de trabalhar aquele elemento”, analisa Fabiana Steele, Gerente de Marketing e Visual Merchandising da Aesop no Brasil. “O meu trabalho passa sempre muito por isso: a matéria, que é uma matéria líquida, que tem uma secagem – ela tem uma beleza imensa na secagem, ela vai fazendo um degradê, uma coisa linda”, complementa Heloisa.

Na instalação, as peças criadas pela designer dialogavam lindamente com o ambiente da loja, projeto do Estúdio Campana. Já na entrada, os tanques de concreto – que normalmente servem para as pessoas lavarem as mãos com os (deliciosos!!) sabonetes da Aesop – foram enchidos com porcelana líquida, anunciando que algo diferente acontecia por aqui. E o melhor: os visitantes eram convidados a mergulhar as mãos ali e experimentar a sensação de brincar com aquele material. Lógico que eu não resisti, e achei super relaxante! Já resolvi que quero aprender cerâmica quando tiver um pouco mais de tempo (aposentadoria feelings – rs). Outra coisa bacana é que os tanques refletem bem essa mutação da matéria: que no primeiro dia da instalação estava líquida e, ao longo da semana, foi secando e se partindo.

Dentro da loja, peças prontas ocupavam as prateleiras, misturando-se aos produtos da Aesop, enquanto os balcões expunham peças ainda em processo e também peças finalizadas, em novas opções de cores. Heloisa preparou também um grande bloco de porcelana, que com o passar dos dias foi secando e se partindo.

E um vídeo preparado especialmente para ocasião (veja no final) mostrava a matéria sólida lentamente se desmanchando na água – ou seja, o sólido voltando a ser líquido. “A gente vai ter, então, esses momentos, da matéria indo do líquido para o sólido e também esse caminho de volta que ela pode fazer. Se ela não passou pelo fogo, ela ainda se transforma”, reflete Heloisa. O quão poético é isso?  “Eu tenho olhado para essa matéria bastante nesse sentido, dessa construção mesmo, esse vir a ser. Tudo o que a matéria pode vir a ser e tudo o que a gente pode vir a ser. A gente vai, a gente volta e a gente vai de novo… a gente ensaia, apaga e faz outro rascunho…”, continua.

E Fabiana completa: “Isso que é bonito nesse trabalho, porque você vai vendo a massa se transformando, uma coisa quase que viva, né? A cor mudando, a textura mudando… Isso acaba tendo muito a ver com a história da pele, com o nosso processo, como isso vai se transformando ao longo do tempo e a beleza disso – que é uma proposta muito da Aesop, porque a gente acredita que as pessoas têm que envelhecer mesmo, a gente vai apresentar esses sinais, mas o negócio é cuidar disso não só passando um creme, mas se cuidando de dentro para fora também. Por isso essa nossa proposta de estimular muito esse universo das artes, do design, da música, da literatura… porque tudo isso alimenta o nosso ser e nos mantém jovem, nos mantém bem.” Dá pra refletir um bocado sobre, não?

Como parte dessa iniciativa, Heloisa e a Aesop promoveram um workshop de porcelana líquida para convidados, que puderam vivenciar todo o processo de execução e depois levaram suas criações para casa.

Já curiosa pra saber o que Heloisa vai aprontar para o ano que vem! 🙂

(Todas as fotos e o vídeo são de Cassiana der Haroutiounian)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.