Vinho e arquitetura: Dionisia, em Porto Alegre

Um espaço pensado para os amantes de vinho desfrutarem da bebida livremente, podendo conhecer rótulos do mundo todo com facilidade. Assim é Dionisia Vinhobar, uma casa aberta em Porto Alegre no segundo semestre do ano passado e que traz uma proposta inovadora para a cidade (e mesmo para a região sul): 16 wine stations oferecem 64 rótulos de vinho, vendidos em taça. Após escolher o que vão provar, os clientes servem a própria bebida nas torneiras. Praticamente a Disneylândia dos enófilos, já que, assim, é possível provar diversos tipos em uma mesma noite. 😉

O projeto, assinado pelo designer Mario Quintana e o arquiteto Humberto Vidal Wildner, do MQ Escritório de Criação, foi concebido tendo em mente um espaço que privilegia a interação, tanto entre os clientes e as wine stations quanto entre os próprios clientes. Uma mesa comunitária, por exemplo, estimula o convívio entre o público que não se conhece, como explica Quintana: “buscamos que as pessoas pudessem dialogar e trocar ideias quanto à experiência do que estão bebendo – esse também era um dos grandes objetivos do projeto: áreas que permitissem a sociabilidade, o encontro entre os clientes”.

O formato alongado da construção, com 7 metros de largura e quase 40 metros de comprimento, levou os autores do projeto a definirem um pé-direito generoso (4,70 m), para manter as proporções harmônicas e evitar uma “sensação de sufocamento”, nas palavras do designer. A atmosfera do espaço se destaca pelo equilíbrio entre o rústico e o sofisticado, um contraste também presente na arquitetura uruguaia – especialmente da região de Punta del Este, forte referência no projeto, segundo Quintana. No forro, ripas de madeira dispostas de forma irregular ajudam na acústica e também tornam o ambiente mais acolhedor, sensação reforçada pelo uso de outros materiais, como a madeira de demolição de algumas mesas, a pedra rústica usada em parte das paredes e o veludo que reveste os sofás.

No térreo, um charmoso empório vende vinhos e outros itens que dialogam com a proposta do lugar, como livros sobre o universo vínico – novos e usados, garimpados pela proprietária, Jaqueline Meneghetti, em sebos ao redor do mundo –  e peças de decoração, que incluem colaborações exclusivas de nomes como Heloisa Crocco e Tania Resmini, por exemplo. Um programa completo! Mais cedo ou mais tarde, apareço lá pra conhecer.

(Fotos: Carlos Edler e Elvira Fortuna)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.