Centenário de Ettore Sottsass é comemorado com exposição

Máquina de escrever Valentine (1969), criada por Sottsass em conjunto com Perry King para a Olivetti

Este ano ele completaria um século de existência. Um dos mais influentes designers do século 20, Ettore Sottsass (1917-2007) é hoje conhecido principalmente por ter sido a figura central do Memphis – coletivo de designers surgido em 1981, que contou com a participação de nomes como Michele De Lucchi, Aldo Cibic, Matteo Thun, Andrea Branzi e Shiro Kuramata, e que produziu peças icônicas do design pós-moderno, como a estante Carlton, do próprio Sottsass.

O trabalho de Sottsass no Memphis ia completamente contra as noções do “form follows function” e explorava novas possibilidades de cores, decoração, significado e metáfora no design de móveis e produtos que, em sua visão, tinham como principal função a comunicação com o usuário.

Desenhos para as luminárias Tahiti e Cavalieri (1981), do Memphis
Luminárias Halo Click (1988), da Philips, e Tahiti (1981), produzida pelo Memphis
Outra luminária icônica do Memphis: Ashoka (1981)

Fato é que Sottsass sempre foi contracorrente, não somente no Memphis. Numa época em que reinava o modernismo, ele rejeitava os princípios do good design, o que o levou a se envolver com movimentos de anti-design, como o Studio Alchimia no final dos anos 1970. E, apesar de trabalhar para grandes indústrias, como Olivetti, Alessi, Knoll, Artemide e Venini, costumava apostar em criações pouco (ou nada) convencionais. Outro exemplo emblemático é a máquina de escrever Valentine, criada por ele com Perry King para a Olivetti em 1969 e que hoje integra coleções permanentes dos principais museus do mundo, como o MoMA e o Design Museum de Londres.

Cadeira Synthesis 45 (1972), criada para a Olivetti
Gaveteiro Kubirolo (1966-67), criado para a Poltronova

Em homenagem a este criador corajoso, o Vitra Design Museum inaugura nesta sexta-feira (14/07) a exposição Ettore Sottsass – Rebel and Poet, que reúne cerca de 30 criações do italiano, entre móveis, bens de consumos, fotografias e escritos. A mostra fica em cartaz até 24 de setembro, no Schaudepot, edifício assinado por Herzog & De Meuron dentro do Vitra Campus em Weil am Rhein, Alemanha.

Ettore Sottsass em 1974

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.