Casa Brasil 2013: os destaques

Foto: divulgação
Cenografia concebida por Tina Moura e Lui Lo Pumo com árvores de tecido. Feitas em tear manual, as tramas misturam algodão e fibras vegetais: taboa, leiteirinha, avenca, bambu, bananeira, junco, eucalipto e milho. Projeto realizado por Renato Imbroisi em conjunto com Liana Bloisi, Tina e Lui e executado por tecelões do bairro rural do Muquém, no sul de Minas Gerais

Comercial, sim, mas design oriented. A visita à edição 2013 da Casa Brasil não deixou dúvidas de que a feira cumpre o que se propõe. Designers e lojistas comentam, satisfeitos, o bom volume de vendas. Crise? Aqui ela parece não ter dado sinais. Apesar de a feira estar com um pavilhão a menos neste ano, lançamentos de alta qualidade se fizeram notar. Enquanto os designers apresentavam produtos que mostravam todo seu potencial criativo, a indústria investia em novos materiais e acabamentos e, em alguns casos, design assinado. Bom exemplo desse investimento é a Tramontina, que agora lança uma linha de cubas em quartzo, uma nova tecnologia para a empresa. A seguir, alguns destaques.

A piauiense Trapos e Fiapos fez uma bela estreia na feira, já arrebatando um prêmio no Salão Design, na categoria Ecodesign, com os tapetes Fios do Sol (acima) e Classic, design Teresa do Carmo de Carvalho Melo Martins, Nara Melo e Eryka Nepomuceno

 

 

Luminárias Ara, design do português Nuno Franco de Sousa e da carioca Alessandra Clark, da Mameluca. Feitas com ataduras médicas, têm como molde bexigas de ar
Criadas por Carlos Alcantarino, as cadeiras e banquetas Copacabana, fazem uma releitura das percintas habitualmente usadas em cadeiras de praia. Aqui, coloridas, formam grafismos a partir do tramado
Os tampos das mesas Marchetadas, lançadas pela mineira Isabela Vecci, trazem a aplicação de uma delicada marchetaria de couro com belas estampas, um trabalho desenvolvido em parceria com a conterrânea Elisa Atheniense
A cadeira Vergalho, apresentada por Carolina Armellini e Paulo Biacchi, da Fetiche Design, é uma expansão da conhecida linha feita com vergalhões de aço. O destaque, agora, é a concha de madeira, que recebe curvatura em dois sentidos e tem opção de acabamento com lamina de madeira e pintura jateada escovada preta, deixando os veios bem aparentes
A Lattoog, dos cariocas Leonardo Lattavo e Pedro Moog, da Lattoog, apresentou exclusivamente peças desenvolvidas para a Schuster, como as mesinhas laterais Sobrepostas: com formas simples e fluidas, foram pensadas para serem usadas em conjunto
Criação de Sérgio Matos, a poltrona Caçuá, é inspirada nos cestos de vimes usados para o transporte de mantimentos com uso de jumentos. Com estrutura de aço carbono, é confeccionada artesanalmente com corda de polipropileno
A NDT, de Ricardo Rodrigues, lançou uma simpática fruteira, que amplia sua colorida linha de objetos metálicos
As mesinhas de apoio Morsa são criação do jovem estúdio Ye Design, de Bento Gonçalves. As travas laterais servem para ajustar a altura das mesas e também para corrigir eventuais desníveis no piso
Assimetria e multifuncionalidade na linha Embalo, lançamento de Flavia Pagotti Silva na feira. Com pés inspirados no desenho do cavalete, o armarinho e a escrivaninha incorporam uma haste que funciona como cabideiro
A chaise de balanço Vírgula, também assinada por Flavia Pagotti, foi um dos lançamentos da Punto Mobile. A peça é resultado do projeto Um Designer Para Uma Indústria, que busca aproximar profissionais e fabricantes
Sólida e, ao mesmo tempo, leve, a mesa de centro Lara (em primeiro plano) é um dos destaques dentre os lançamentos do piauiense Flávio Franco
O armário Cuba Libre é um dos lançamentos da Girona Design, de Alessandra Delgado. A peça também participou da exposição Orchestra Brasil, projeto criado pela Apex para a promoção internacional do da indústria e do design brasileiros. Acima dele, também na mostra Orchestra Brasil, cabideiros modulares Laço, de Ilse Lang
O banco Natural era um dos lançamentos dos cariocas Mariana Betting Ferrarezi e Roberto Hercowitz, da Em2. Com pernas de alumínio laqueado e assento de jequitibá maciço recortado, a peça representa o desejo de um resgate do primitivo, uma espécie de volta às raízes – “é como se a madeira tivesse acabado de sair da árvore”, explicam os designers
Com estrutura vazada de cumaru e assento estofado revestido com neoprene, o sofá Kerala, de Eduardo Bortolai, do Studio B, pode ser usado em ambientes internos e externos
Pela primeira vez na feira, a gaúcha Nova Marcenaria Brasileira a coleção Quintal, design Guilherme Wentz, Leonardo Dalle Laste e Marina Gatelli
A Madesol, especializada em moveis para área externa, trouxe diversos lançamentos assinados. Aqui, chaise Barlavento, design Carolina Armellini e Paulo Biacchi, do estúdio Fetiche
A elegância das linhas do banco Charlotte, de Paulo Alves para a Butzke, lhe rendeu um prêmio no Salão Design, na categoria Móveis para Sala de Estar e Jantar (Indústria)
Premiada na categoria Móveis ara Escritório e Home Office (Estudante), a escrivaninha Poética, do carioca Guilherme Sass traz frescor ao uso da madeira
Criação de Vinicius Lopes Leite e Gabriela Kuniyoshi, do Estúdio Ninho, o sofá Deli recebeu menção honrosa na categoria Móveis para Área Externa (Profissional)
A catarinense Oboio, de Ricardo Freisleben Lacerda e André Pedrini, faturou, com a sua Arara Nômade, o prêmio Salão Design na categoria Móveis para Dormitório (Profissional)
Uma das finalistas do Salão Design, na categoria Iluminação (Profissional), a luminária Lagartume, de Bruno Trindade, chama atenção pela proposta lúdica
Outro finalista do Salão Design, na categoria Móveis para Sala de Estar e Jantar (Profissional), o banco Gana, de Gustavo Martini, tem como ponto forte a leveza de sua estrutura
Prata da casa: um dos lançamentos do escritório Gallina Visentini, de Bento Gonçalves, é o banquinho Stripe, composto por tiras de madeira natural e tingida. O espaço central funciona como trava para o empilhamento das peças, que acontece em sistema intercalado
A Tramontina chamou atenção na feira com o lançamento de cubas feitas com quartzo – com desenho elegante, estão disponíveis em cores neutras ou vibrantes
Na Evviva, a grande novidade era a linha INO, primeira cozinha planejada de alto padrão no Brasil que utiliza portas de aço inox
Lançamento da Favorita, o padrão Kaleidoscop dá um approach contemporâneo para a cozinha
Um dos pontos altos da feira foram os couros apresentados pelo Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB), que convidou o mineiro Ronaldo Fraga e a gaúcha Heloisa Crocco para desenvolver novos tratamentos na superfície do couro. Acima, duas alternativas criadas por Heloisa a partir do recorte e da gravação a laser. A ideia, segundo o CICB, é “aprofundar dentro dos curtumes brasileiros a cultura do design e da inovação”. Bravo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.